Cuide da sua voz: sugestões para manter a voz saudável

A par da tecnologia, a voz é um imprescindível instrumento de trabalho, sobretudo para quem atende clientes. Tal como os dispositivos que utilizamos na nossa rotina laboral, também a voz necessita de manutenção e cuidado.

 

Uma voz rouca e cansada não só compromete a comunicação, como dá cabo da auto-estima de qualquer um! É muito frustrante querer passar confiança e aplicar o tom certo à conversa com um cliente e a voz, pura e simplesmente, não corresponder. Se tem um trabalho que lhe exige grandes conversas, o nosso conselho é prestar mais atenção às cordas vocais e adoptar hábitos que as mantenham saudáveis e recomendáveis!

Basta que, simplesmente…

 

Beba muita água

 

642351-POMA57-800

 

Mantenha as cordas vocais hidratadas e lubrificadas com a ingestão regular de água e outros líquidos. No entanto, os verdadeiros inimigos da voz (sobretudo se a sua profissão exigir afinação vocal) são as bebidas lácteas (leite, iogurte, batidos vitamínicos), chá preto e refrigerantes, uma vez que criam secreção nas pregas vocais.

 

Seja cuidadoso(a) com a alimentação

 

cayenne pepper hot pepper paprika chilli

 

Comida excessivamente condimentada, com muito picante, pode provocar irritabilidade nas cordas vocais, provocando rouquidão. Evite estas comidas antes de realizar alguma actividade que exija uma voz saudável.

 

Não esforce a sua voz com sussurros ou gritos

 

Closeup of angry business man shouting at smartphone

 

Esta ginástica de variações de tom é muito exigente para as cordas vocais, podendo gerar nódulos e perda de fôlego. O ideal é falar compassadamente e sem esforços.

 

Obrigue-se a uma boa dicção

 

photo-1457213453084-d386450c6252

 

A boa articulação das palavras, no tom certo, não é apenas benéfico para a comunicação com um ou mais interlocutores. É saudável para as suas cordas vocais, pois evita que tenha de se repetir ou elevar a voz, poupando-a destes esforços desnecessários.

 

Contenha-se nos vícios

 

hand keeping cigarette

 

Tabaco e álcool são grandes inimigos das cordas vocais quando consumidos sem moderação. A nicotina, por exemplo, seca as cordas vocais e provoca irritação. O álcool, por seu turno, tem um efeito anestésico, que nos inibe da percepção do esforço sobre a comunicação oral. As consequências naturais são a rouquidão e o desgaste das cordas vocais.

 

Não tente conter o bocejo

 

Tired sleepy manager in glasses yawning at work in office

 

O bocejo é um reflexo involuntário do corpo que muitos associam ao sono. Não é de estranhar, pois o acto de bocejar permite a oxigenação do cérebro, mantendo-o desperto.

 

Coma maçã

 

302798-P7OSX2-134

 

O famoso ditado “uma maçã por dia traz saúde e alegria” não podia ser mais adequado no que à sua voz concerne. A maçã é adstringente, o que significa que contrai os tecidos, diminui a secreção das mucosas e ajuda na limpeza da boca e da faringe. Para além de funcionar como um anti-inflamatório para a sua boca, combatendo diversas moléstias inflamatórias da boca, o próprio acto de mastigar é benéfico para a ressonância e projecção da voz.

 

Evite exposição prolongada a ar condicionado

 

O ar condicionado seca as mucosas, sendo péssimo não só para a voz, como para as constipações. No caso específico da voz, a falta de hidratação obriga a um esforço das cordas vocais que pode provocar irritação e consequente rouquidão.

 

Dores de garganta, rouquidão ou inflamação das cordas vocais?

 

475943-PGAAPZ-717

 

Prepare uma mistura de água e sal e gargareje para aliviar a rouquidão. Chá quente de limão com mel é também relaxante para a sua garganta.

Como alternativa, embeba um pano em água e álcool e coloque no pescoço em redor da garganta para a desinfectar e aquecer.

 

Tem outras dicas que queira partilhar? Deixe nos comentários!

 

É especialista no treino da voz? Crie conta na VEEDEEO GURU!

 

Aumente vendas online no Dia de São Valentim

O Dia de São Valentim está a chegar e é uma excelente oportunidade para aumentar as suas vendas online.

Se estava sem ideias para mimar clientes no Dia de São Valentim, leia a nossa lista de sugestões e ponha já mãos à obra!

 

Ofereça a primeira sessão

 

A melhor forma de fidelizar novos clientes é mostrar-lhes que os pode ajudar e proporcionar-lhes uma extraordinária experiência de consulta. Permitir que os seus clientes usufruam da primeira sessão grátis poderá atrair os clientes mais cépticos e convertê-los, levando-os a querer pagar pelos seus serviços.

É muito fácil activar esta opção. Basta fazer login no seu perfil, seleccionar o separador 3 – PREÇOS E DISPONIBILIDADE e, no final na página, marcar com o pisco a opção Oferece sessão de apresentação grátis.

Sessão Gratuita

 

Aposte em descontos

 

Se ainda não experimentou, aproveite este evento sazonal para aplicar um desconto às suas consultas. Os descontos podem ser aplicados na percentagem que desejar e alterados a qualquer momento – ou seja, no dia 15 de Fevereiro pode remover o desconto.

As pessoas adoram promoções, sobretudo se forem temporárias, pois dá uma sensação de urgência. Não é por acaso que as marcas utilizam esta estratégia de marketing com muita frequência.

Para aplicar uma percentagem de desconto ao seu preço habitual, faça login na sua conta, clique no botão GERIR PERFIL, seleccione o separador 3 – PREÇOS E DISPONIBILIDADE e no simulador para calcular o preço do serviço, defina a percentagem do desconto e veja qual o preço final para o cliente e quanto irá receber com esse mesmo desconto.

Sessão Desconto

 

Escreva artigos com os seus conselhos

 

adult-blur-break-582428

Aproveite o seu blog para escrever conteúdo direccionado para esta temática.

Por exemplo, realiza terapia de casais? Escreva sobre os motivos porque um casal deve recorrer a este serviço, e em que contextos.

É astrólogo? Partilhe previsões amorosas, características de cada signo ou compatibilidades.

É consultor de imagem? Faça uma lista de do’s e don’ts dos looks num primeiro encontro.

Se não tem um blog, pode criá-lo gratuitamente em qualquer momento ou enviar-nos para publicarmos no nosso blog!

 

Diga aos clientes que há promoções

 

Amazing happy young business woman using laptop computer holding

Estabeleça um limite temporal para as suas promoções – pode ser uma semana, um dia, um mês. Utilize as suas redes sociais (Facebook, LinkedIn, Instagram, Whatsapp) para promover o seu perfil da VEEDEEO GURU com as promoções do Dia de São Valentim, ou envie email para não só para aqueles clientes que já usufruíram dos seus serviços online, como toda a sua base de contactos.

 

Tem outras ideias para aumentar as suas vendas online? Partilhe com os nossos leitores!

 

Junte-se à VEEDEO GURU e comece a ganhar dinheiro com consultas online.

 

 

 

 

 

 

Promover perfil sem gastar um tostão: guia prático

Criou perfil na VEEDEEO GURU, mas ainda não teve nenhuma marcação? É provável que não esteja a fazer grande esforço de promoção. Damos-lhe dicas para promover o seu perfil sem gastar dinheiro.

 

Como e o que comunicar

pexels-photo-607812

várias formas de divulgar o seu perfil da VEEDEEO GURU. Pode optar por redigir um pequeno texto informativo ou por gravar um vídeo onde se apresenta e encaminha os seus potenciais clientes para o link do seu perfil. Tudo depende do canal que utiliza para dizer a toda a gente que também dá consultas online.

Comece por fazer uma lista dos canais de comunicação que utiliza regularmente:

Facebook? Whatsapp? Instagram? LinkedIn? Youtube? Twitter? Blog? Email? Twitter?

Depois de seleccionar os seus canais predilectos, prepare as publicações. Pode tirar ideias do kit de promoção que preparámos com imagens e sugestões de copy.

 

Foto de capa

Crie uma imagem para a sua foto de capa com o link directo para o seu perfil. Não se esqueça de incluir o link também na descrição da imagem, para que os seus potenciais clientes possam clicar facilmente.

Tamanhos de foto de capa

Facebook: 820 x 340

LinkedIn: 1584 x 396

Youtube: 2560 x 1440

Twitter: 1500 x 500

 

Imagem de destaque no feed

Shopper shopping with smartphone in the street

Pode, à semelhança da imagem de capa, partilhar uma imagem no feed das páginas das suas redes sociais com o link para o perfil. Estas imagens são facilmente partilhadas e são uma excelente forma de se promover.

Tamanho de imagens para o feed

Facebook: 1200 x 717

LinkedIn: 646 x 220

Twitter: 440 x 220

 

Publicação em texto no feed

Redija uma publicação com o link directo para o seu perfil. Pode escrever um pequeno copy ou basear-se nas nossas sugestões do kit de promoção.

 

Vídeo de introdução

self-portrait-auto-iphone-80673

Porque não grava um pequeno vídeo de introdução (ou utiliza o que já publicou no seu perfil da VEEDEEO GURU)? Os vídeos são a forma mais imediata de criar empatia com potenciais clientes. Além disso, são extremamente versáteis: pode publicar na sua conta de Youtube ou Vimeo, carregar no feed de qualquer rede social ou enviar por email.

 

Fotos no Instagram

Woman holding a social network icon

Se trata o Instagram por tu, pode não só colocar o link para o seu perfil VEEDEEO GURU na biografia como pode publicar várias fotografias com o link na descrição. Associe os hashtags certos para atrair o seu público-alvo.

Pode, ainda, publicar Instagram Stories com o link para o seu perfil.

Tamanho de fotos: 1080 x 1080

Tamanho de fotos para Insta Stories: 1080 x 1920

 

Mensagem privada no Whatsapp

Envie uma mensagem por Whatsapp para todos os seus contactos. Se quiser ser criativo(a), pode enviar vídeos, imagens ou um simples texto personalizado com o link directo para o perfil.

 

Crie um blog

Blog text with young woman holding a tablet computer in a chair

Se ainda não criou nenhum, considere, pois são várias as razões para ter um blog. Traz inúmeros benefícios não só a nível de SEO, mas também cria valor para os seus clientes.

O blog poderá ser pródigo em publicidade ao seu perfil da VEEDEEO GURU: pode colocar o link no menu, no texto dos artigos, etc.

 

Email personalizado

Chalk picture, send mail, envelope

Existem serviços de mass email gratuitos até cerca de 2000 subscritores e até cerca de 10 000 emails mensais. Um bom exemplo é o MailChimp, que permite fácil composição de emails para um aspecto profissional, com imagens, blocos de texto em destaque, e mais.

 

Promova-se offline

Alguns Gurus também se promovem offline, com sucesso. Se costuma dar palestras ou cursos presenciais, não se esqueça de incluir o link para o seu perfil de GURU no seu PowerPoint, no roll-up (caso invista num) ou em material impresso de apoio (folhetos, cartão de visita, cadernos de formação, etc).

Nas consultas, pode também dar um cartão aos seus clientes com a informação necessária para marcarem consultas online.

Aproveite todas as ocasiões para se auto-promover!

 

Alguma ideia que queira partilhar para enriquecer este artigo? Envie-nos a sua sugestão!

Imagem

Artigo de blog: guia essencial para atrair novos leitores

Hoje em dia, uma das mais sólidas ferramentas de marketing de conteúdo é a criação, manutenção e constante actualização de um blog. O blog permite que promova conteúdo sobre os seus produtos ou serviços de forma regular, atraindo potenciais clientes e leitores assíduos que encontram nas suas palavras valor.

Porque deve criar um blog?

Os blogs têm o objectivo de:

  • informar
  • entreter
  • educar

e têm o extraordinário intuito de cimentar a confiança dos seus seguidores que, muito provavelmente, acabarão por ser clientes mais tarde ou mais cedo.

Por onde começar?

 

1. Conheça o seu público-alvo

Defina as suas marketing personas, o seu público-alvo, aquelas pessoas que são mais susceptíveis de adquirir os seus produtos ou serviços.

fotolia_165451012.jpg

Dicas para definir o seu público-alvo.

Ao saber para quem vai comunicar, pode adaptar da forma mais correcta o seu conteúdo:

  • qual o tom com o qual vai comunicar (formal ou informal; ligeiro e divertido ou rígido e técnico, etc)
  • qual a pessoa verbal a que se vai dirigir (segunda pessoa do singular ou do plural, por exemplo)

 

2. Defina tópicos de escrita

Depois de ter presente para quem vai comunicar, coloque mãos à obra (ou à escrita). Sobre o que é que deve escrever? Se não tem ideias para tópicos, comece por responder a estas questões:

 

  • Quais são as perguntas que o meu público-alvo faz com maior frequência?
  • Em que é que o meu público-alvo precisa de ajuda?
  • O que quero que as pessoas saibam sobre os meus produtos ou serviços?
  • O que é que a minha concorrência anda a escrever nos seus blogs e redes sociais?

 

Tendo por base a resposta a estas perguntas, crie uma lista de tópicos sobre os quais pretende falar. A sua lista de tópicos pode dar origem a uma variedade imensa de artigos que vão poder ajudar os seus leitores a saber cada vez mais sobre um determinado assunto.

Blog text with young woman holding a tablet computer in a chair

 

3. Atraia leitores para o seu blog

Com a imensidão de conteúdo disponível online sobre tópicos iguais ou idênticos sobre os quais pretende escrever, deve apostar no SEO (Search Engine Optimization). Tópicos bem definidos ajudam a melhorar os seus resultados nos motores de pesquisa, sobretudo se forem coerentes com o conteúdo do artigo.

Não precisa de grande expertise para tornar o seu blog facilmente descoberto nos motores de pesquisa.

fotolia_228995334.jpg

 

Atribua keywords aos seus tópicos

Para cada tópico deve associar uma keyword (ou palavra-chave) específica. Evite keywords muito curtas ou genéricas, porque acabarão por fazer com que o seu artigo de blog se perca na amplitude da concorrência. Pelo contrário, opte por keywords de cauda longa (ou long tail), que são pequenas frases de cerca de três palavras ou mais e que acabam por permitir uma segmentação mais qualificada dos seus leitores.

Por exemplo, se o objectivo do blog é informar e vender serviços para mulheres que querem perder peso de forma saudável, pode ter como tópicos receitas com determinado ingrediente ou alimento e como keyword de cauda longa precisamente esse ingrediente/alimento. Por exemplo:

 

Tópico: Os principais benefícios da quinoa numa alimentação saudável + Keyword: principais benefícios da quinoa

 

Coloque sempre a sua keyword no título do blog, de preferência logo no início. Se o seu título for muito comprido, pode optar por colocar a keyword dentro de [ ]. Por exemplo:

 

[Benefícios da Quinoa] Os principais benefícios da quinoa e 10 receitas saborosas com quinoa essenciais para um estilo de vida saudável

 

Analistas de marketing admitem que títulos de blog com as keywords entre [ ] convertem cerca de 38% mais que títulos corridos e sem pontuação.

 

Coloque as keywords ao longo do copy do seu artigo

Para aumentar as hipóteses de potenciais leitores de encontrarem, encha o seu texto com a sua keyword. Não tem de a colocar sempre exactamente da mesma forma, podem ser pequenas variações:

“Hoje vou falar da quinoa e dos seus principais benefícios”.
“Se ainda não incluíste a quinoa na tua dieta, deixo-te uma lista dos seus principais benefícios”.

Se o título e keyword prometem determinado conteúdo, seja coerente e escreva exactamente sobre aquilo que os seus leitores estão à procura.

fotolia_229372834.jpg

 

4. Organize visualmente o seu conteúdo

Parece quase insignificante, mas faz toda a diferença. Ninguém tem paciência (nem tempo) para ler blocos densos de texto na internet. Por esse motivo, use e abuse dos espaços em branco e de elementos visuais.

Tente organizar o seu texto em listas, em parágrafos separados por sub-títulos com tamanho H2 ou, no máximo, H3, e escreva parágrafos com não mais que 300 palavras entre sub-títulos.

Imagens e vídeos são conteúdos visuais poderosos para quebrar a monotonia de um texto longo. Embora tenham um papel cosmético, servem também como chamariz ao seu blog. Por isso é muito importante definir um Alt Text para cada uma das imagens que coloca no seu artigo.

O Alt Text é, como o nome indica, um texto alternativo à imagem que surge quando o browser do leitor não consegue carregar a imagem. Por exemplo, se tiver uma imagem de uma receita feita com quinoa, pode escrever no alt text da imagem o nome da receita.

fotolia_182813121.jpg

Dicas:

  • evite alt texts com mais de 5 palavras
  • coloque a keyword no alt text
  • coloque as imagens sempre no domínio do blog para evitar “quebras”
  • grave a imagem no tamanho que deseja que ela apareça no blog (assim evita erros de formatação)

 

5. Enriqueça o seu conteúdo com links para outros artigos

Encaminhe os seus leitores para outros artigos do seu blog que complementem o conteúdo do artigo que estão a ler. É uma boa forma de reavivar artigos mais antigos, aumentando a sua visibilidade e potencial de conversão.

 

6. Optimize o URL final do seu artigo

Por defeito, as plataformas de blogging (como o WordPress) criam um URL baseado no título completo dos artigos. No entanto, aconselha-se a que edite o URL, mantendo, no máximo, 5 palavras, todas separadas por hífenes e, claro, contento a keyword.

Exemplo: principais-beneficios-quinoa-receitas

Dicas:

Não utilize pontuação, acentuação e maiúsculas.

fotolia_188765197.jpg

 

Noutros artigos iremos dar-lhe dicas sobre como escolher as melhores keywords, e mais informação relevante. Subscreva o nosso blog para receber mais dicas sobre como optimizar o seu blog.

Ainda não tem conta na VEEDEO GURU? Não perca mais tempo. Crie o seu perfil gratuito e receba os seus clientes online!

Imagem

A arte de gerir conflitos

No nosso dia a dia lidamos com inúmeros perfis, alguns dos quais entram em choque com o nosso, gerando conflito.

As causas do conflito podem ser variadas: diferenças de pensamento, desempenho de tarefas em ritmos diferentes, objectivos díspares, entre outros. A manifestação de conflito pode ser agressiva, resultando em trocas de ofensas e discussão, ou defensiva, com as pessoas a assumir posturas passivo-agressivas.

Para manter um ambiente saudável e equipas coesas, os conflitos devem ser resolvidos. No entanto, não devem ser encarados como “mau ambiente”; o surgimento de conflitos é muito útil para estimular a comunicação e a empatia entre colegas.

Por isso, parte das competências de cada profissional deve passar pela resolução de conflitos.

519

 

Porquê?

Gerir conflitos e proceder de forma a solucioná-los tem os seus benefícios:

  • maior conhecimento dos nossos colegas, dos seus objectivos e personalidades, o que lhes aufere uma imagem mais transparente e honesta;
  • coesão, fruto do respeito renovado e novas directivas de colaboração;
  • auto-conhecimento, após uma análise do que motivou, em primeiro lugar, a origem do conflito.

 

Como resolver um conflito?

Não é evitando o problema que ele é resolvido. Um bom ambiente de trabalho não é necessariamente sinónimo de ausência de problemas, de discussões e conflitos. O bom ambiente nasce, sobretudo, da capacidade de discernimento e separação do problema enquanto facto das emoções humanas. Ou seja, um conflito não é um ataque pessoal, nem tem de ser.

 

Business colleagues discussing plan after meeting

 

Em alguns casos, a única solução passa por uma decisão de alguém num cargo hierárquico superior. Mas, noutras ocasiões, o conflito pode resolver-se rápida e eficazmente sem envolver terceiros. Eis algumas dicas:

 

1. Promover as boas relações entre colegas

“A falar é que a gente se entende” é um adágio muito popular que se aplica aqui como uma luva. Quando há uma boa comunicação, há espaço para esclarecimentos essenciais para os devidos ajustes e adaptações. Ter a iniciativa de ouvir a outra parte, e respeitá-la, tentando negociar cedências é um passo em frente que revela inteligência emocional.

 

2. Não assumir que a pessoa é o problema

“O meu colega tem um feitio difícil e é inflexível, por isso é tão conflituoso”. Esta perspectiva é limitadora e não raras vezes leva-nos a identificar o problema como um ataque pessoal. “Ele é assim porque não gosta de mim e faz os possíveis para prejudicar o meu trabalho” ou “ele é burro e incompetente” são frases que certamente já proferiste ou ouviste da boca de colegas teus. Uma vez mais, identifica o problema dissociando-o da pessoa e reflecte na melhor solução.

 

3. Deixar as pessoas falar antes de argumentar

Antes de tirares conclusões precipitadas, tens de compreender os pontos de vistas dos outros envolvidos. Não raras vezes é elucidativo o suficiente para te fazer mudar de ideias. Aquele colega “difícil e incompetente” afinal tem andado carregado de trabalho, o que motivou stress. A somar a isso, ele tem alguns pruridos em delegar, daí atrasar-se a completar as tarefas nos deadlines definidos. A solução, neste caso, passaria por ajudá-lo a dividir e priorizar tarefas, aliviando-lhe a carga de trabalho.

 

4. Ser verdadeiro com os factos

“Quem conta um conto, acrescenta um ponto” é outra expressão que te é, certamente, familiar. Muitas vezes as emoções humanas sobressaem aos factos que originaram o problema, resultando em interpretações adulteradas e injustas do cerne do problema. Por esse motivo, é importante, antes de mais, definir os factos imparcialmente. Uma vez mais, a comunicação é a chave na reconstrução do que realmente despoletou o conflito.

 

5. Encontrar a (re)solução em conjunto

Depois de devidamente identificado o problema e a sua origem, promove a criatividade ao explorar potenciais soluções com os outros envolvidos. É tempo de cedências e consensos, para que todas as partes fiquem a ganhar, sem ressentimentos. Não só todos os envolvidos se vão sentir valorizados por a sua opinião ser tida em conta, como a equipa irá promover a (boa) comunicação e estreitar as relações entre colegas.

Tens mais dicas úteis sobre a gestão de conflitos? Partilha connosco e cria o teu perfil grátis em www.veedeeo.guru.

Imagem

Vestido(a) para o sucesso

Sabias que o que vestes pode influenciar a tua performance e o teu estado de espírito e dos que te rodeiam? Não é por acaso que certos “dress codes” são tão acentuados em determinadas profissões.

Num brevíssimo olhar pela História, vemos que a roupa sempre teve um papel preponderante na definição de estrato social, não só pela forma e tecido, mas também pela cor. Não raras vezes, éditos obrigavam a que certas cores ficassem reservadas apenas a determinado grupo social.

Hoje em dia existe uma enorme liberdade de escolha e cada um pode definir o seu próprio estilo, baseando-o nas tendências da moda, nas directivas de alguma sub-cultura ou sendo, meramente, original e inventivo.

No entanto, a maneira como nos vestimos, e a escolha de algumas cores, influencia as nossas emoções e as percepções alheias. Estudos concluíram um série de curiosos comportamentos perante a roupa, alguns dos quais te mostramos neste artigo.

 

Usar fato e gravata mantêm níveis de testosterona…

Businessman hands with cufflinks. Elegant gentleman clother

… que são essenciais na hora de negociar. Um célebre estudo publicado no Journal of Experimental Psychology: General dava conta de uma experiência realizada com grupos de indivíduos vestidos com roupas formais e outros vestidos informalmente, cujo desafio era negociar com parceiros.

O grupo vestido formalmente obteve melhores negócios que o outro grupo. A forma como estavam vestidos influenciou directamente a confiança dos negociadores, reduzindo os níveis de testosterona no caso do grupo dos vestidos informalmente, e dando maior credibilidade aos restantes.

 

O estilo da roupa afecta a nossa linguagem oral e corporal…

same man in different style clothes

Parece mentira, mas é a conclusão deste estudo publicado no Journal of Applied Social Psychology. Ela defende que a percepção que temos de nós próprios muda consoante a forma como nos vestimos, alterando o nosso comportamento. Assim, se nos vestirmos de forma formal, a tendência é a de utilizarmos mais adjectivos formais e termos um comportamento mais de acordo com a forma como estamos vestidos.

 

… a nossa performance laboral…

Male doctor in white coat with stethoscope

Desde pequenos que associamos uniformes a valores e virtudes. Unidade, ordem, obediência e inteligência são alguns exemplos. E, talvez por esse motivo, tendemos a comportar-nos de acordo com os valores associados a esse uniforme. Quem o afirma é um estudo publicado no Journal of Experimental Social Psychology em que dois grupos de pessoas foram levados a prestar várias tarefas, um vestido com a bata branca de médico, o outro vestido com a sua roupa do dia a dia. O grupo da bata de médico desempenhou as suas tarefas com maior destreza que o outro grupo, mostrando que absorveram o seu papel de “médicos”.

 

… e atribui-nos status

Fato e gravata são símbolos de um estrato social elevado e, por conseguinte, rapidamente associados a cargos dominantes. A escolha deste tipo de roupa é estratégica, sobretudo se assumimos cargos de chefia. Pelo contrário, se nos queremos nivelar com os restantes colaboradores, assumir um estilo mais casual é a opção a seguir.

A bata branca de médico concede sabedoria e autoridade, levando as pessoas que lidam com profissionais de bata branca a confiar (quase cegamente) na sua palavra.

 

Queres passar a ideia de autoridade? Veste preto!

Man in black suit and adjusting his necktie

O preto é uma cor muito elegante, mas tem um efeito emocional muito poderoso em quem o veste e nas pessoas em redor. Cores escuras estão associadas a confiança, poder e autoridade. Não é por acaso que os políticos utilizam fatos de cores escuras, ou que Steve Jobs preferia vestir-se de preto, ou que esta é também a cor predilecta de muitos estilistas, como Michael Kors, ou a cor associada a personagens de poder, como o Padrinho.

 

Se te vestes de cinzento é porque não gostas de chamar a atenção

Female executive doing video call on laptop

O cinzento é uma cor discreta, associada a alguma passividade. É a cor ideal para quem quer passar despercebido. Para dar um toque criativo ou elegante, os especialista sugerem conjugar o cinzento com amarelo ou roxo, por exemplo.

O mesmo acontece com cores neutras ou tons pastel. São cores suaves que não ferem a vista e que ajudam os outros a encarar-te como alguém acessível e pouco agressivo.

 

 

Evita o roxo ou vermelho se trabalhas num ambiente casual

Mann im Anzug

Cor da realeza, do luxo e do requinte, o roxo pode causar distanciamento e desconforto, precisamente pela sua conotação tão elitista.

O vermelho é uma cor que provoca sentimentos contraditórios (nem sempre positivos) nas pessoas. Chama muito a atenção, provocando distracção e uma certa ideia de perigo, não sendo portanto a cor ideal para usar numa reunião.

 

Queres ser contratado para um novo trabalho? Escolhe o azul escuro!

A young pretty smiling girl against a modern gray loft-style wal

Estamos constantemente a ser avaliados, e a nossa roupa é um inevitável cartão de visita. Com base na avaliação de vários recrutadores, a CareerBuilder concluiu que o azul é a cor mais fiável na hora de contratar. Os recrutadores consideram, ainda que vestir certas cores diz o seguinte dos entrevistados:

  • preto = liderança
  • azul = membro da equipa
  • cinzento = capacidade analítica
  • castanho = confiável
  • vermelho = poder
  • branco = organização
  • verde, amarelo, roxo = criatividade
  • laranja = pouco profissional

 

Laranja, a cor certa para te fazer sair da inércia

O laranja pode ser uma cor desajustada para o âmbito profissional, mas é uma cor cheia de energia que estimula o cérebro, sendo ideal para traje de desporto.

 

Já sabes o que vestir na tua próxima reunião com clientes?

Inscreve-te na VEEDEEO GURU para teres as tuas reuniões online!

 

 

 

Imagem

Qual a melhor cor para decorares o teu escritório?

A cor é um meio de exercer influência directa sobre a alma: a cor é a tela, o olho é o martelo, e a alma é o piano com as suas cordas.

Wassily Kandiski

Desde crianças que o nosso imaginário está povoado de cores. Elas estimulam as nossas emoções, moldam a nossa personalidade e influenciam as nossas escolhas. As cores assumem um papel preponderante no marketing, na terapia e até nas impressões que desenvolvemos uns dos outros.

As cores têm também influência na produtividade e não é por acaso que a escolha das cores predominantes na decoração do escritório têm grande influência no estado de espírito dos colaboradores.

Por esse motivo, é aconselhável conhecer a psicologia das cores antes de optar pela remodelação do escritório. O efeito das cores não se limita, apenas, aos colaboradores, mas estende-se, igualmente, aos clientes, podendo provocar reacções inesperadas.

Descobre quais as cores mais adequadas e aquelas absolutamente proibidas.

Azul

Antes de mais, o azul é cor mais commumente associada ao intelecto. Talvez por isso seja uma das cores mais utilizadas na decoração de escritórios. Além disso, o azul é uma cor que transmite tranquilidade e paz, provocando, mesmo, a redução dos batimentos cardíacos. Um estudo realizado pela Creighton University concluiu que a cor azul ajuda os colaboradores de empresas com escritórios decorados em azul a focar-se, mantendo-se calmos e positivos na realização das suas tarefas.

Elegant office interior. Mixed media

Verde

Cor ecológica, o verde é a cor que predomina na natureza, e por isso é apelidada de “cor da esperança”. Mas o verde é também a cor do dinheiro e, em jeito de superstição, há quem decore o escritório com esta cor para atrair o sucesso. Estudos indicam que o verde é a cor ideal para escritórios de profissões que exigem muita concentração e longas horas de trabalho. Não fere nem cansa a vista e, por esse motivo, ajuda a manter a concentração. Por outro lado, se a predominância da cor verde vier de elementos naturais, há outras vantagens associadas, nomeadamente a pureza do ar e a sensação geral de ambiente calmo e saudável, sempre fresco, como se estivéssemos dentro de uma espécie de floresta.

Living room with workspace interior

Amarelo

Esta cor quente é muitas vezes associada à criatividade, estando frequentemente presente na decoração de agências criativas. É uma cor optimista, divertida e extrovertida, que incita à acção e transmite às pessoas a sensação de alegria e confiança. No entanto, deve ser utilizada com peso e medida, porque o excesso de amarelo pode despertar desconforto e ansiedade. O ideal será conjugar peças em amarelo com outras cores mais suaves.

Working space in contemporary new office

Roxo

Cor da realeza e do luxo, esta elegante cor tem também um lado espiritual e místico. É uma cor que, quando bem aplicada, está associada à opulência e ao requinte. No entanto, por ser uma cor com pouca luz, o seu excesso pode tornar salas sombrias e frias, o que se torna muito desconfortável. Especialista em decoração aconselham pequenos apontamentos em roxo, como flores, mobiliário ou uma bonito papel de parede.

Man with bicycle standing in modern office looking out of window

Vermelho

Esta poderosa cor é altamente estimulante. É uma cor de acção, sendo adequada para profissões que exigem movimento e determinação. É a cor certa para a decoração de escritórios de departamentos comerciais e vendas. A cor vermelha estimula o olhar, faz disparar a pressão sanguínea e despertar emoções fortes. Não é por acaso que é a cor da paixão e do romance. Tal como o amarelo, o vermelho tem de ser utilizado com moderação. Por ser altamente estimulante, causa ansiedade e alguma agressividade nas pessoas.

Modern lobby area in office

Cinzento

É uma cor elegante e sóbria, mas estudos indicam que esta cor é demasiado triste e séria para a decoração de um ambiente profissional, promovendo sentimentos de depressão. Por esse motivo, o cinzento deve ser conjugado com uma cor enérgica e alegre, como o amarelo.

Elegant office interior. Mixed media

Já sabes com que cores deves decorar o teu escritório?

Fala com um especialista para tirares mais ideias.

Imagem

O poder da resiliência

Uma pessoa resiliente é aquela que tem a capacidade de se adaptar às mudanças ou que não desiste quando as coisas não correm como o esperado; pelo contrário, aprendem com os erros e tentam corrigir e fazer melhor da próxima vez. Isso é importante tanto em situações da vida pessoal, quanto na vida profissional.

COMO SÃO AS PESSOAS RESILIENTES?

ENFRENTAM DESAFIOS

O que diferencia as pessoas resilientes é que elas não vêem as más situações como um problema, mas sim com um desafio que precisam de enfrentar. Em vez de ficarem a lamentar ou a culpar-se por algo que não resultou, olham para os seus erros e sabem que acontecem, e tentam tirar lições para que não se repitam mais.

SÃO COMPROMETIDAS

Determinam objetivos para a vida, tanto pessoal quanto profissional. E não nos estamos a referir ao futuro distante, mas sim ao próximo dia, tal como dedicar tempo para os amigos e família, levar o cão a passear, ajudar uma instituição e dispor-se a cumpri-los. É isso que motiva as pessoas resilientes a levantarem-se todos os dias sem reclamações.

TÊM CONTROLO PESSOAL

Sabem determinar situações que merecem a dedicação e, geralmente, são aquelas em que têm controlo e que as suas atitudes farão a diferença. Desta forma, sentem-se confiantes e fortes, e não gastam energia com situações que não têm futuro, nem se vitimizam.

SÃO OTIMISTAS

Resiliência e otimismo são praticamente a mesma coisa, pois pessoas resilientes, geralmente, como foi mencionado anteriormente, vêem situações más como desafios, ou seja, tudo é passageiro e sabem que terão outras oportunidades para resolverem o problema ou fazerem melhor. Sabem que são bons e capazes e, se não funcionou, foi por algo do momento e não porque não sabem fazer determinada coisa. Por isso, não alastram para outras áreas da sua vida, como dizer “não sou bom em nada” ou ” faço tudo mal”.

SÃO EMPÁTICAS E CONFIANTES

Possuem um bom relacionamento com as pessoas com quem convivem e sabem respeitar diferenças, pois sabem que cada um tem a sua forma de ser. Assim como esperam que façam o mesmo com elas, não se deixam afetar por comentários negativos ou pressões para tomarem atitudes que não concordam.

 

DESENVOLVE A RESILIÊNCIA

Se leste tudo e não te identificaste, calma, nós vamos dar-te algumas dicas! Não é de uma hora para outra que conseguirás mudar as tuas atitudes, mas pequenas práticas no dia a dia podem ajudar-te a chegar lá!

DORME E FAZ EXERCÍCIO

Estar bem descansado e cuidar da saúde e do corpo faz com que os teus níveis de stress se tornem mais pequenos, conseguindo, assim, ter mais controlo sobre os teus sentimentos e atitudes em certas situações.

TEM CONSCIÊNCIA

Quando te vires numa situação má, em que algo de errado aconteceu, para e respira por alguns instantes. Isto fará com que mais oxigénio chegue ao teu cérebro e, assim, conseguirás pensar melhor numa solução, para além de relembrar que erros acontecem. Além disso, analisa o ocorrido, pensa o que poderia ter sido feito para evitar e previne-te para, caso ocorram cenários parecidos no futuro, já saibas o que fazer. Em qualquer situação tiramos sempre alguma lição.

CRIA PEQUENOS PLANOS

Estabelece uma pequena meta alcançável por dia, como mandar uma mensagem para aquela pessoa querida só para saber se ela está bem. Com o tempo vai aumentando a complexidade das metas e verás que é bom ter objetivos que te estimulem, pois assim ganharás mais energia para enfrentar o dia a dia.

PRATICA EMPATIA

Tenta colocar-te no lugar do outro em qualquer situação, isso vai-te ajudar a ter mais respeito pelo próximo e a entender as suas atitudes. É importantíssimo para quebrar preconceitos e criar um ambiente harmonioso, o que poderá criar boas amizades, principalmente no trabalho, o que te dará mais forças para aguentar a rotina.

 

Não desanimes, pode ser um caminho mais fácil para uns e mais difícil para outros, mas todos conseguem e verás diferenças na tua vida quando te tornares mais resiliente!

Que tal falar com um dos nossos Personal Coach’s ou Psicólogos para te ajudar nessa mudança? Vê com quem mais te identificas e marca uma sessão já!

 

Imagem

Como “ser feliz”?

“Ser feliz” é um desejo transversal a todos os seres humanos, embora nem todos sintam que conseguem atingir esse objectivo. Muitos nem sabem bem o que é isso de “felicidade”, embora a sua demanda seja quase obsessiva, passando pela leitura de livros de auto-ajuda, a adesão a actividades físicas ou lúdicas, entre muitos outros.

Há quem defenda que é impossível atingir a “felicidade” na sua plenitude, e que devemos antes concentrar os nossos esforços em aproveitar a vida e tentar transformá-la em momentos felizes.

Tendo isto em mente, a psicóloga Vanessa King desenvolveu um modelo que ajuda a tornar a nossa existência mais feliz. O modelo chama-se GREAT DREAM e é uma acrónimo para as 10 directivas essenciais:

Giving (Dar)
Relating (Relacionar-se)
Exercising (Exercitar)
Awareness (Consciência)
Trying Out (Experimentar)
Direction (Ter objectivos)
Resilience (Resiliência)
Emotions (Emoções): being positive and emotionally intelligent.
Acceptance (Aceitação): being comfortable with who you are.
Meaning (Significado): connecting your work with a higher purpose.

Dar (Giving)

299779-P7FMQ1-506

Fazer algo pelos outros é um acto aparentemente insignificante, mas tem um incrível impacto não só em quem recebe, mas sobretudo em quem dá. A doação pode assumir várias formas, desde ajuda descomprometida, voluntariado ou realizar um donativo.

Por exemplo, dar dinheiro para caridade faz os doadores sentirem-se bem com eles próprios, de acordo com um estudo de 2008 de Michael Norton, professor na Harvard Business School.

O voluntariado tem, também, benefícios para a saúde. Doug Oman da Universidade de Berkeley descobriu, num estudo feito em 1999, que as pessoas idosas voluntárias em duas ou mais instituições diminuíam em 44% a probabilidade de morrer nos 5 anos seguintes em comparação com os idosos que não se dedicavam a nenhum actividade de voluntariado, independentemente dos seus hábitos e vícios. Pessoas com doenças crónicas, HIV ou esclerose múltipla também apresentaram melhorias perante a prática de acções de voluntariado.

A explicação, segundo os investigadores, pode prender-se com a redução de stress provocada pelo voluntariado. Ao dedicar-nos aos outros, o nosso cérebro liberta oxitocina, uma hormona que induz a sentimentos de euforia e felicidade.

Relacionar-se

Shopping time

Sendo seres sociais, uma interacção saudável com as outras pessoas é muito importante para o nosso bem-estar e paz de espírito. A ligação emocional com as outras pessoas é fundamental para manter ambientes equilibrados e, sobretudo, entender as dores e ambições das outras pessoas.

Para manter relações de qualidade, temos de estar atentos aos sinais físicos das outras pessoas e promover uma escuta activa. Sobretudo se trabalhamos numa empresa, é quase impossível ignorar a heterogeneidade das equipas.

Nesse sentido, o psicólogo e filósofo Edward de Bono desenhou uma ferramenta de comunicação para discussões de grupo e pensamento individual, que envolve seis chapéus coloridos: “Seis Chapéus do Pensamento“. Cada chapéu remete para um estado emocional e subsequente linha de pensamento, sendo excelentes bengalas na apresentação, análise e tomada de decisões. É uma ferramenta eficaz para contornar conflitos e quebrar constrangimentos que fazem com que as ideias e a criatividade fiquem na gaveta.

Todos os chapéus representam formas de estar e pensar específicas e ajudam-nos a lidar com pessoas com perfis idênticos. Os chapéus são os seguintes:

Chapéu Branco
Foco na informação e factos apresentados, de forma pragmática.

Chapéu Vermelho
Relacionado com instinto e emoções que uma ideia/decisão desperta.

Chapéu Preto
Análise da decisão de forma a identificar pontos negativos (e eliminá-los).

Chapéu Amarelo
O oposto do Preto. A avaliação da decisão é feito de forma positiva e optimista.

Chapéu Verde
Sugestão de soluções criativas, sem medos de críticas. Incentiva-se o arrojo na apresentação de ideias.

Chapéu Azul
Associado à gestão e monitorização do processo de tomada de decisão. É o chapéu associado a trazer as ideias a bom porto quando a discussão começa a dispersar.

Reconhece algum destes perfis nos seus colegas? Perceba como pensam para poder ajudá-los a tomar a decisão certa – e a que fiquem todos satisfeitos com o resultado final.

Exercitar

Pouco há a acrescentar sobre os benefícios do exercício físico. É um poderoso anti-stress que aumenta o bem-estar, a resistência e melhora a saúde.

Vê dicas de exercícios para aliviares a tua rotina laboral.

 

Consciência (Awareness)

Finding inspiration

Provavelmente já lhe aconteceu acordar a meio da noite ansioso porque está a atravessar uma fase mais stressante da sua vida.

Para evitar que a incerteza do futuro lhe tire o sono, pode dedicar-se à meditação. O objectivo é estar consciente das circunstâncias da sua vida (boas e más) e encará-las com o devido distanciamento. Esse estado de consciência é muito requisitado no Budismo, por exemplo, e transmite a tranquilidade necessária para se sentir bem.

Muitas pessoas não querem perder tempo a tomar consciência, nem a reflectir sobre a sua vida, por medo da angústia ou do sofrimento. No entanto, a reflexão descomplexifica problemas, que muitas vezes têm soluções simples e rápidas. A meditação reduz a produção de cortisol, a chamada “hormona do stress”, o que nos ajuda a reequilibrar as emoções. Dessa forma, focamos-nos no nosso auto-desenvolvimento, porque deixamos de estar tão absortos em problemas sem solução.

Experimentar (Trying out)

Surfing

Nada mais eficaz para a auto-estima do que aprender, procurar novas experiências e estimular constantemente a criatividade. Outras vantagens indiscutíveis de experimentar coisas novas:

  • ajuda-nos a superar medos
  • ajuda-nos a tomar consciência das nossas capacidades e limitações e a conhecer-nos a nós próprios
  • ajuda-nos a ficar mais atractivos aos olhos de recrutadores (experiência traz visões diferentes e criativas)

Somos feitos de histórias, enriqueça a sua!

Ter objectivos (Direction)

Back side of traveler girl searching right direction on map, whi

Estabelecer um plano a curto ou médio prazo parece absurdo para muita gente. Não é. Os seus objectivos de vida são como um mapa que o direccionam no trilho certo.

Todas as pessoas bem-sucedidas trabalharam com o objectivo de alcançar (e manter) o sucesso. Para isso é necessário definir objectivos concretos. Mesmo que defina objectivos difíceis, o colocar-se à prova é um passo importante no auto-desenvolvimento, e ajuda-o a superar a inércia, receios de fracasso e sair da caixa.

Ter objectivos:

  • mantém-nos focados
  • motiva-nos
  • ajuda-nos a medir progressos
  • combate a procrastinação

Em última instância, ao atingir objectivos sentimos-nos mais completos, capazes e, claro, vencedores.

Resiliência

262.jpg

A resiliência é a capacidade de recuperar perante reveses. Ao contrário do que a maioria pensa, não é uma característica inata, mas uma habilidade que pode ser aprendida.

Segundo a psicóloga Susan Kobasa, a capacidade de resiliência passa por:

  • encarar dificuldades como desafios e falhanços como oportunidade de crescimento
  • estar comprometido com objectivos e valores concretos que são motivação suficiente para continuar a tentar
  • ter auto-controlo, abdicando de chorar sobre leite derramado, antes mantendo o espírito positivo

Falhar é consequência directa de tentar. Quem nunca falhou, nunca sequer experimentou. As pessoas bem-sucedidas pegam dos fracassos, analisam-nos para perceber onde falharam e voltam a tentar.

Lê mais sobre o poder da resiliência.

 

Emoções

235249-P2FWN8-928

Nossas grandes companheiras de viagem, as emoções estão presentes em tudo o que fazemos, ouvimos e percepcionamos. São positivas ou negativas e manifestam-se através de choro, riso, gritos, silêncio, entre outros. Para nosso benefício, devemos aprender a gerir as emoções – mesmos as mais difíceis – de forma inteligente, atenuando emoções passíveis de gerar conflito.

Aceitação

Hand picking among metal paperclips one red, different from others

Uma das principais causas da nossa angústia é não corresponder às expectativas da sociedade. Ou porque não nos encaixamos nos padrões de beleza em vigor, ou porque temos menos aptidões sociais por sermos introvertidos, parece que estamos sempre insatisfeitos com alguma coisa.

Para sermos aceites pelos outros, temos de nos aceitar primeiro. Aceitar-nos implica compreender que não somos – nem temos de ser – perfeitos. Sugerimos que crie uma lista de todas as coisas que gosta em si versus todas as coisas que mudaria em si. Analise depois a lista e, a partir dela, ganhe maior consciência do que pode mudar em si e do que deve valorizar em si.

A auto-aceitação é uma atitude e é muito atractiva. Independentemente do seu corpo e imperfeições de carácter, confie em si mesmo e mostre aos outros que é confiante e seguro de si.

Significado (Meaning)

259994-P4JUUP-656

A grande questão filosófica da existência humana – qual é o significado da vida?

É uma questão que atormenta muita gente, sobretudo porque desde pequenos somos ensinados a viver consoante um padrão linear de vida: ir para a escola, começar a trabalhar, casar, ter filhos, ter netos. Se falhamos algum destes marcos de vida, entramos em stress, achando que a nossa vida não teve significado.

O mundo está a mudar e as oportunidades são infindáveis. Percursos de vida lineares estão a fazer cada vez menos sentido. Para nos orientarmos ao longo da vida, na busca de significado, há três questões que nos mantêm os pés no chão:

#1: O que é importante para mim?

#2: Em que é que sou verdadeiramente bom?

#3: Qual é o meu potencial?

Responda a estas questões e defina um plano de vida. Sem pressões. O seu percurso não tem de ser igual aos outros, antes deve ser único.

Está preparado(a) para ser feliz?

Encontre o Guru que vai mudar a sua vida.

 

Imagem

PORQUE É QUE RIR FAZ BEM AO TEU NEGÓCIO

Quem é que não gosta de uma boa gargalhada? Os seus benefícios são extraordinários para corpo, mente e relações humanas. São uma manifestação evidente de felicidade e são altamente contagiosas e universais. Sorrisos e gargalhadas são reconhecidos por povos de culturas muito diferentes, tendo o condão de criar empatia.

Rir faz bem à alma, ao corpo e ao teu negócio

A ciência é peremptória. Rir tem efeitos benéficos no corpo humano:

  • é um excelente relaxante muscular e diminui stress e ansiedade
  • estimula células imunitárias e anticorpos
  • liberta endorfinas que nos fazem sentir bem-dispostos
  • alivia temporariamente dores físicas e psicológicas
  • queima calorias (podes perder até 40 calorias se rires entre 10 a 15 minutos)
  • uma atitude positiva perante a vida pode prevenir/acalmar certas doenças, como ataque cardíaco ou cancro

Com tantas vantagens físicas, inevitavelmente um sorriso ou uma gargalhada são portas abertas para o bem-estar psicológico e a interacção com outras pessoas.

Three young women talking and laughing in the street.

Um simples sorriso é um quebra-gelo eficaz no início de uma conversa entre desconhecidos ou pessoas que ainda estão pouco à vontade. Por vezes o sorriso é alternativa mais que suficiente a qualquer palavra introdutória.

Isto é válido para todo o tipo de interacções – incluindo no trabalho. Os ambientes mais criativos e divertidos, onde há troca de piadas, gargalhadas e boa disposição, tendem a ser menos hierárquicos e mais produtivos. No entanto, e porque os adultos perdem, com a idade, uma certa espontaneidade, o humor é muitas vezes retraído (e mal visto) em certas culturas empresariais. Pessoas mais introvertidas tendem a fugir do humor com medo de ofender ou não ter graça nenhuma.

Erro crasso! Bom humor e risadas:

  • estreitam relações humanas, sendo o primeiro passo para negócios duradoiros
  • são como ímanes, toda a gente quer estar ao pé de pessoas sorridentes e bem-dispostas
  • melhoram a comunicação entre equipas
  • amenizam conflitos, promovendo ambientes de trabalho mais saudáveis

OFJH7U0

Com todas estas vantagens, temos sugestões para interagires com os teus clientes:

Sorri!

O primeiro impacto é, por vezes, determinante. Um sorriso é um bom cartão de visita e vai ajudar-te e ao teu cliente a relaxar numa fase inicial. O sorriso alivia a tensão

Usa e abusa do (bom) humor

Faz rir os teus clientes. Conta piadas, alivia o teu discurso com comentários humorísticos, brinca com a situação – sempre de forma adequada e ligeira, sem exageros que possam comprometer a tua postura ética. Piadas bem colocadas aumentam a confiança do cliente. Ele vai ver-te como uma pessoas acessível e descontraída, e ganhar coragem para abordar temas que poderão ser importantes para a excelência do teu serviço. Sobretudo, a experiência será tão agradável, que o cliente irá querer repetir e espalhar aos quatro ventos.

Pronto para tornar o teu serviço mais divertido?

Faz login na tua conta ou inscreve-te já na VEEDEEO Guru.